Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Proposta de reconfiguração dos currículos de graduação está em discussão na UFMG

Proposta de mudanças em princípios que regem a graduação na UFMG já foi discutida  com a Câmara de Graduação e apresentada a membros de órgãos colegiados das unidades acadêmicas e comunidade acadêmica. A adesão à proposta não é obrigatória e deve ser estudada por cada curso.

A proposta aborda, de maneira articulada, as questões do ingresso dos estudantes na graduação e de seu percurso na Universidade, visando à definição de currículos flexíveis, que atendam tanto às aspirações individuais dos estudantes quanto às necessidades de uma sociedade cada vez mais complexa.

Segundo o pró-reitor de Pós-graduação, Ricardo Takahashi, o objetivo é abrir possibilidades de reorganização dos currículos, que ganhariam estruturas iniciais comuns a mais de um curso, e de compartilhamento de conjuntos de atividades curriculares por diversos cursos ao longo de toda a trajetória.

“Áreas diferentes vão requerer tempos diferentes para avaliação e possível implementação das mudanças. Por isso, não há prazos definidos ou únicos para conclusão desse processo”, afirma Takahashi.

Veja a proposta

(Com Cedecom/UFMG)