Brasil
< Início

Boletim UFMG celebra duas décadas da Jornada de Extensão; evento acontece nesta quarta, dia 16

Publicado em: 11-06-2021

Jornadadeextensaoufmg boletim

Imagem que ilustra a capa da edição especial do Boletim UFMG (Marcelo Lustosa | Cedecom UFMG)

O nova edição do Boletim UFMG foi dedicada à 20ª Jornada de Extensão e apresentou matérias inéditas sobre iniciativas de extensão da Universidade inspiradas em Paulo Freire, educador que é homenageado pela edição comemorativa do evento.

A Jornada acontecerá nesta quarta-feira, dia 16, às 15h, com transmissão pelo canal do YouTube da Proex. O evento vai contar com apresentação de atividades extensionistas por estudantes da Universidade, debate com docente e atrações culturais (Veja programação).

O Boletim focaliza iniciativas como o cursinho popular Guimarães Rosa, o curso de astronomia para professores da rede básica e a capacitação de docentes que atuam na Educação de Jovens e Adultos (EJA) – todas guiadas pela máxima segundo a qual “quem ensina aprende ao ensinar, e quem aprende ensina ao aprender”. Leia o conteúdo da edição.

Paulo Freire, o pensador do diálogo, da autonomia e da esperança
Em artigo, a professora Claudia Mayora, pró-reitora de extensão da UFMG, descreve temas centrais do pensamento do educador.

Herdeiros de Freire
Homenagem ao educador marca a 20ª edição da Jornada de Extensão.

O céu sob as lentes freireanas
Curso de extensão para professores que ensinam astronomia no ensino básico valoriza a cultura e o conhecimento prévio do participante.

O campo enfrenta a pandemia
Pesquisadores, agricultores e estudantes de Montes Claros criam alternativas para compartilhar saberes e manter atividades.

'Mestre não é quem sempre ensina, mas quem, de repente, aprende'
Cursinho popular ajuda jovens de baixa renda a ingressar na UFMG.

Ele tem fome de quê?
Trupe A Torto e a Direito, dirigida pelo dramaturgo Fernando Limoeiro, recorre à arte popular nordestina para dar voz a quem não tem.

Aula de diversidade
Curso estimula a construção de projetos de inclusão e cidadania no âmbito da Educação de Jovens e Adultos.

Angicos vive
Faculdade de Educação programou várias atividades para celebrar o centenário de Paulo Freire; especialistas analisam a sua obra e a experiência de alfabetização de adultos no Rio Grande do Norte.

Emancipação, autonomia: liberdade
Professora da FaE conta como conheceu o universo do educador e diz que viver Paulo Freire é a melhor forma de homenageá-lo.

Seguir sempre e mudar quando necessário
O professor Edison Corrêa, que aos 79 anos segue fazendo extensão, baseou sua trajetória na busca por impactos nas comunidades.

AV. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha - prédio da Reitoria, 6° andar - Belo Horizonte - MG/CEP 31270-901